terça-feira, 17 de agosto de 2010

SONETUS ONIRICUS

Perdido e sozinho - sonhando estaria?
Tateando em espelhos dum labirinto simbólico
Emoções cinestésicas e um espasmo eufórico
Me lançam a dúvida: este lugar, qual seria?

Razão e realidade se perdem em entropia
E minha sanidade, já pouca, duvida da existência
Meus olhos enxergam para além da aparência?
Dormindo ou acordado escrevo estas linhas?

A caneta que me guia é uma nau a deriva
À procura de um porto ou uma alma viva
Que duvide da dúvida e me devolva a vida.

Um nevoeiro me cerca, não há porto à vista
Devo acordar ou dormir? Mesmo que Dédalo insista
Fios de ouro ou mandalas não apontam a saída.

5 comentários:

Delirium disse...

Dentro dos sonhos a realidade é tenuíssima, como os espelhos de um labirinto deveras simbólico.
Esse questionamento do que se convenciona chamar de realidade -"Dormindo ou acordado escrevo essas linhas?" - somado a todas as sugestões sensonriais (é possível sentir o espelho ao tateá-lo? Terá, quem sabe, gosto?)é simbolismo puro... Não posso esquecer do refinamento formal, o soneto é sem dúvida, uma construção complexa... Mas para a poesia, não existem barreiras e poesia que é poesia pode saltar do real para o onírico num piscar de olhos ou num bater de asas...

Já estou sonhando...

Ansyse disse...

Oi amigo, eu amo a maneira como escreve, rebuscado, prolixo, profundo, místico, contemporâneo, revolucionário e bem humano, rsss...Saudades dos nossos papos, apareça novamente, vamos nos ver e filosofar sobre a vida e todas as mandalas que se abrem e se fecham nos nossos universos...Beijos e um abraço carinhoso

Ansyse disse...

Oi amigo, eu amo a maneira como escreve, rebuscado, prolixo, profundo, místico, contemporâneo, revolucionário e bem humano, rsss...Saudades dos nossos papos, apareça novamente, vamos nos ver e filosofar sobre a vida e todas as mandalas que se abrem e se fecham nos nossos universos...Beijos e um abraço carinhoso

CARLOS disse...

Belo poema, Grigório!

Paira entre o Simbolismo e o Gótico!

Parabéns pela suprema inspiration!

Barreto - Artpoesia

PS: Entre em contato com a Malu freitas - ela está preparando uma antologia de poemas góticos!

Ivone Alves SOL disse...

Um soneto bem ao meu estilo. Gosto desse tipo de texto que provoca mais que diz,embora,diga-nos muito provocando. Parabéns!!! Um poema perfeito em estética poética e mensagem. Amplexo, Sol